Cadernos de Alternância como instrumento de registro, avaliação e formação de professores

  • Lisiane dos Santos Moreira Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
  • Ana Carolina de Oliveira Salgueiro de Moura Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Resumo

A Universidade Federal do Pampa, Rio Grande do Sul, no ano de 2014, passou a ofertar o curso Educação do Campo - Licenciatura, o qual organiza seu calendário em Alternância, em dois tempos complementares: Tempo Universidade e Tempo Comunidade. Em virtude desses dois tempos foi proposto o uso do Caderno de Alternância como instrumento de registro e reflexões das experiências e práticas que fazem parte e influenciam o processo formativo dos licenciandos. A investigação apresentada nesse artigo tem como objetivo compreender as contribuições do Caderno de Alternância para a formação docente desses licenciandos. Participaram da pesquisa licenciandas do oitavo semestre do curso por meio de questionário que versava sobre suas experiências com o Caderno de Alternância. O caminho metodológico escolhido para a análise das respostas do questionário foi o da Análise Textual Qualitativa que possibilitou a construção do metatexto “o campo em flores de escreveres”. Considerando que desenvolvimento pessoal e profissional estão inter-relacionados, a reflexão proporcionada pela escrita no Caderno representa ação privilegiada no processo formativo.

Palavras-chave: Caderno de Alternância, Escrever, Formação de Professores.

 

Alternance notebook as instrument of registration, evaluation and teacher training

ABSTRACT

The Universidade Federal do Pampa, Rio Grande do Sul, in the year 2014, started to offer the Rural Education Licentiate Course, which organizes its schedule in Alternance, in two complementary times: University Time and Community Time. In view of these two times it was proposed to use the Alternance Notebook as an instrument for recording and reflecting on the experiences and practices that are part of and influence the training process of the graduates. The research presented in this article aims to understand the contributions of the Alternance Notebook for the teacher training of these students. Participants in the investigation were graduates of the eighth semester of the course through a questionnaire that was about their experiences with the Alternance Notebook. The methodological path chosen for the analysis of the questionnaire responses was the Qualitative Textual Analysis that enabled the construction of the metatext "the field in writing flowers". Considering that personal and professional development are interrelated, the reflection provided by writing in these Notebook represents privileged action in the formative process.

Keywords: Alternance Notebook, Write, Teacher Training.

 

Cuaderno de Alternancia como instrumento de registro, evaluación y formación de profesores

RESUMEN

La Universidade Federal do Pampa, Rio Grande do Sul, en 2014, pasó a ofrecer el curso Educación del Campo - Licenciatura, el cual organiza su calendario en Alternancia, en dos tiempos que son complementarios: Tiempo Universidad y Tiempo Comunidad. En virtud de estos dos tiempos se propuso el Cuaderno de Alternancia como instrumento de registro y reflexiones de las experiencias y prácticas que forman parte e influencian el proceso formativo de los licenciandos. La investigación presentada en este artículo tiene como objetivo comprender las contribuciones del Cuaderno de Alternancia para la formación de estos licenciandos. Participaron de la investigación licenciandos del octavo semestre por medio de un cuestionario que versaba sobre sus experiencias con el Cuaderno de Alternancia. El camino metodológico escogido para el análisis de las respuestas fue el del Análisis Textual Cualitativo que posibilitó la construcción del metatexto "el campo en flores de escribir". Los resultados muestran que el Cuaderno de Alternancia es un instrumento que posibilita la reflexión de la realidad en su entorno así como una reflexión más amplia sobre la realidad social. Considerando que el desarrollo personal y profesional están interrelacionados, la reflexión proporcionada por la escritura representa una acción privilegiada en el proceso formativo

Palabras clave: Cuaderno de Alternancia, Escribir, Formación de Profesores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisiane dos Santos Moreira, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Professora na Educação Básica. Licenciada em Educação do Campo, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA (2018). Licenciada em Pedagogia, Universidade Paulista (2017). Bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica-PIBIC, CNPq/UNIPAMPA (2016 e 2017). Integrante do Grupo de Pesquisa Coeducar: Aprender em Ação, Metodologias de Ensino e Formação de Professores. Acadêmica na Especialização em Ensino de Ciências da Natureza: Práticas e Processos Formativos pela Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, educação do campo, ensino de ciências e análise textual qualitativa.

Ana Carolina de Oliveira Salgueiro de Moura, Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA

Professora Adjunta na Universidade Federal do Pampa, Campus Dom Pedrito/RS. Possui Pós-doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2016, bolsista PNPD/CAPES). Possui Doutorado em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde (2015, bolsista da CAPES), mestrado em Educação Ambiental (2004) e graduação em Oceanologia (2000), todos pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Licenciada em Pedagogia (2015) pela Universidade Norte do Paraná - UNOPAR. É líder do Grupo de Pesquisa Coeducar: Aprender em Ação, Metodologias de Ensino e Formação de Professores e integrante do Grupo de Pesquisa: Educação a Distância e Tecnologia - EaD-TEC (FURG).Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, metodologias de ensino, educação ambiental, tecnologias na educação, educação a distância e pesquisa.

Referências

Andrade, F. L. C. D; & Almeida, P. V. (2018). Diários Reflexivos: Um Instrumento Relevante no Processo de Transformação e Desenvolvimento Profissional do Docente. Revista Educação e Linguagens, 7(12), 94-106. Recuperado em 12 de setembro de 2018, de: http://www.fecilcam.br/revista/index.php/educacaoelinguagens/article/viewFile/1628/1118

Baptistella, B. F., & Chaluh, L. N. (2017). O que se escreve na formação docente: um inventário das escritas de futuros professores. Revista Tempos e Espaços em Educação, 10(23), 235-248. Doi: http://dx.doi.org/10.20952/revtee.v10i23.6484

Brasil. (2006). Parecer CNE/CEB nº 1/2006. Dias letivos para a aplicação da Pedagogia de Alternância nos Centros Familiares de Formação por Alternância (CEFFA). Recuperado em 01 out 2019 de: http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/mn_parecer_1_de_1_de_fevereiro_de_2006.pdf

Dattein, R. W., Güllich, R. I. C., & Zanon, L. B. (2018). Escritas reflexivas compartilhadas como estratégia de formação inicial: a pesquisa no ensino e na iniciação à docência em ciências. Ensino & Pesquisa, 16(1), 202-228. Recuperado em 29 de setembro de 2018, de: http://periodicos.unespar.edu.br/index.php/ensinoepesquisa/article/view/1640

Fernandes, R. S. (2015). A formação do professor-pesquisador-reflexivo: os registros da prática como dispositivos de subjetivação. Horizontes, 33(1), 73-84. Doi: https://doi.org/10.24933/horizontes.v33i1.100

Marques, M. O. (2006). Escrever é preciso: o princípio da pesquisa. Ijuí: Ed. Unijuí.

Minayo, M. C. S. (2012). Análise qualitativa: teoria, passos e fidedignidade. Ciência & Saúde Coletiva, 17(3), 621-626. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232012000300007

Molina, M. C. (2015). Expansão das licenciaturas em Educação do Campo: desafios e potencialidades. Educar em Revista, (55), 145-166. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0104-4060.39849

Moraes, R. (2003). Tempestade de Luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Análise de conteúdo. Revista Ciência e Educação, 22(37), 07-32. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1516-73132003000200004

Moreira, L. S.; & Moura, A. C. O. S. (2018). Escrever como Ação Formativa: Registros do Estágio de Observação na Licenciatura em Educação do Campo. Revista Educação – UNG, 13(2), 67-76. Recuperado em 08 de janeiro de 2019, de http://revistas.ung.br/index.php/educacao/article/view/3439/2528

Piatti, C. B. (2014). Pedagogia da alternância: espaços e tempos educativos na apropriação da cultura. Boletim GEPEP, 3(5), 48-64. Recuperado em 26 de setembro de 2018, de: http://www2.fct.unesp.br/grupos/gepep/3e.pdf

Prado, G. V. T., & Soligo, R. A. (2007). Memorial de formação: quando as memórias narram a história da formação. In Prado, G. G., & Soligo, R. (Orgs.). Porque escrever é fazer história: revelações, subversões, superações (pp. 45-60). 2. ed. Campinas, SP: Alínea.

Santos, P. P. (2005). Por que as pessoas têm dificuldade em escrever? — reflexões sobre a limitação repertorial e cognitiva da sociedade contemporânea. Revista Investigações, 18(2), 1-12. Recuperado em 05 de outubro de 2018, de: https://periodicos.ufpe.br/revistas/INV/article/view/1480

Saul, T. S., Rodrigues, R. A., & Auler, N. M. F. (2019). A Pedagogia da Alternância nas licenciaturas em Educação do Campo: olhar sobre as produções acadêmicas. Revista Brasileira de Educação do Campo, 4, e5541. Doi: https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e5541

UNIPAMPA. (2016). Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Educação do Campo. Dom Pedrito: UNIPAMPA. Recuperado em 02 abril de 2018, de: http://dspace.unipampa.edu.br/bitstream/riu/111/3/PPC_Educa%C3%A7%C3%A3o%20do%20Campo.pdf

UNIPAMPA. (2013). Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Educação do Campo. Dom Pedrito: UNIPAMPA. Recuperado em 02 abril de 2018, de: http://dspace.unipampa.edu.br/bitstream/riu/111/1/PPC%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20do%20Campo_Dom%20Pedrito_set%202013.pdf

Publicado
2019-12-19
Como Citar
dos Santos Moreira, L., & de Oliveira Salgueiro de Moura, A. C. (2019). Cadernos de Alternância como instrumento de registro, avaliação e formação de professores. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e6843. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.e6843
Seção
Dossiê Temático: 50 anos da Alternância no Brasil