Licentiate Degree in Rural Education: contributions to training monitors of Agricultural Family Schools

Resumo

Licenciatura em Educação do Campo: contribuições à formação de monitores de Escolas Família Agrícola

As Licenciaturas em Educação do Campo, conquistas recentes em nossa sociedade oriundas do protagonismo dos movimentos sociais e sindicais camponeses, tiveram sua expansão marcada pelo Edital MEC/SESU/SETEC/SECADI n.º 02/2012, que viabilizou a criação de novos cursos de formação de educadores do campo em 42 Instituições de Ensino Superior brasileiras. Dentre esses cursos, destacamos a Licenciatura em Educação do Campo da Universidade Federal de Viçosa (LICENA) que, em seu processo de criação e institucionalização, contou com o envolvimento e participação de movimentos sociais e sindicais diversos. Entre eles, as Escolas Família Agrícola (EFAs) têm se constituído uma parceira na construção dos processos formativos do curso, tanto pela experiência com a Pedagogia da Alternância, quanto pela necessidade da formação inicial dos seus monitores. Na busca de compreender os processos de formação da LICENA, analisamos as avaliações dos monitores sobre as contribuições do curso para as práticas pedagógicas desenvolvidas nas EFAs, através da realização de entrevistas que foram submetidas ao método Análise de Conteúdo. Os resultados do estudo indicam, dentre outros aspectos, que a LICENA tem contribuído para a formação dos monitores tanto pela apropriação dos saberes didático-pedagógicos, quanto pelo estímulo à realização de práticas interdisciplinares.

Palavras-chave: Escolas Família Agrícola, Licenciaturas em Educação do Campo, Monitores.

 

Licentiate Degree in Rural Education: contributions to training monitors of Agricultural Family Schools 

ABSTRACT. The licentiate degrees in Rural Education are a recent achievement in our society and have been arising from the protagonist of the peasant social movements and trade unions. They had their expansion marked by the announcement MEC/SESU/SETEC/SECADI n.º 02/2012, which enabled the creation of new training courses for rural educators in 42 Brazilian Education Institutions. Considering these licentiate degrees, we highlight the Licentiate in Rural Education of the Federal University of Viçosa (LICENA), which in its creation and institutionalization process had the involvement and participation of diverse social and union movements. Among them, the Agricultural Family Schools (EFAs) have become a partner in the construction of the training processes of the course, as much by the experience with the Pedagogy of Alternating, as by the necessity of the initial formation of its monitors. Aiming to understand LICENA's training processes, we analyzed the evaluations of the monitors on the contributions of the course to the pedagogical practices developed in the EFAs, by conducting interviews that were submitted to the Content Analysis method. The results indicate that LICENA has contributed to the formation of the monitors both through the appropriation of didactic-pedagogical knowledge and through the stimulation of interdisciplinary practices.

Keywords: Agricultural Family Schools, Licentiate Degree in Rural Education, Monitors.

 

Licenciatura en Educación del Campo: contribuciones a la formación de monitores de las Escuelas Familias Agrícolas 

RESUMEN. Las Licenciaturas en Educación del Campo, conquistas recientes en nuestra sociedad, originadas del protagonismo de los movimientos sociales y sindicales campesinos, tuvieron expansión con el Decreto MEC/SESU/SETEC/SECADI n.º 02/2012, que posibilitó la creación de nuevas carreras para la formación de educadores del campo en 42 Instituciones de Enseñanza Superior brasileñas. De estas carreras, destacamos la Licenciatura en Educación del Campo de la Universidad Federal de Viçosa (LICENA) que en su proceso de creación e institucionalización involucró diversos movimientos sociales y sindicales. Entre ellos, las Escuelas Familias Agrícolas (EFAs) han constituido una alianza en la construcción de los procesos formativos del curso, tanto por su experiencia con la Pedagogía de la Alternancia, como por la necesidad de formación inicial de sus monitores. Para comprender los procesos de formación de la LICENA, analizamos las evaluaciones de los monitores relacionadas con las contribuciones del curso para las prácticas pedagógicas desarrolladas en las EFAs, por medio de entrevistas las cuales fueron sometidas al método de Análisis de Contenido. Los resultados obtenidos indican, entre otros aspectos, que la LICENA ha contribuido en la formación de los monitores tanto por la apropiación de los saberes didácticos-pedagógicos como por el estímulo para la realización de prácticas interdisciplinarias.

Palabras clave: Escuelas Familias Agrícolas, Licenciatura en Educación del Campo, Monitores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diego Gonzaga Duarte da Silva, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Viçosa.

Lourdes Helena da Silva, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Doutora em Educação e professora Titular vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Viçosa.

Referências

Antunes-Rocha, M. I., Diniz, L. S., & Oliveira, A. M. (2011). Percursos formativos da turma Dom José Mauro: segunda turma do curso de Licenciatura em Educação do Campo da FAE-UFMG. In Molina, M. C., & Sá, L. M. (Orgs.) Licenciatura em Educação do Campo: Registros e Reflexões a partir das Experiências Piloto (pp. 19-34). Belo Horizonte, MG: Autêntica Editora.

Bardin, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70 Ltda.

Begnami, J. B. (2003). Formação pedagógica de monitores das Escolas Famílias Agrícolas e Alternâncias: um estudo intensivo dos processos formativos de cinco monitores. (Dissertação de Mestrado). Universidade Nova de Lisboa e Universidade François Rabelais de Tours.

Carvalho, J. G. (2017). A formação por alternância na Licenciatura em Educação do Campo da UFV: experiências e representações sociais dos educandos. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa.

Carvalho, M. M. (2015). Interdisciplinaridade e formação de professores. Revista Triângulo, 8(2), 93-112.

Kölln, M. (2016). Da semente à flor: emergências emancipatórias na Licenciatura em Educação do Campo da UFV. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa.

Lima, S. L. P. (2017). A alternância na Licenciatura em Educação do Campo: representações sociais dos docentes da UFV. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa.

Lopes, N. C. (2016). Trajetórias Escolares dos Licenciandos em Educação do Campo da UFV. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa.

Molina, M. C., & Antunes-Rocha, M. I. (2014). Educação do Campo: história, práticas e desafios no âmbito das políticas de formação de educadores – reflexões sobre o PRONERA e o PROCAMPO. Revista Reflexão e Ação, 22(2), 220-253.

Molina, M. C. (2015). Expansão das licenciaturas em Educação do Campo: desafios e potencialidades. Educar em Revista, (55), 145-166.

Molina, M. C. (2017). Contribuições das Licenciaturas em Educação do Campo para as políticas de formação de educadores. Educação & Sociedade, 38(140), 587-609.

Molina, M. C., & Sá, L. M. (2011). A Licenciatura em Educação do Campo da Universidade de Brasília: Estratégias Político-Pedagógicas na Formação de Educadores do Campo. In Molina, M. C., & Sá, L. M. (Orgs.) Licenciatura em Educação do Campo: Registros e Reflexões a partir das Experiências Piloto (pp. 35-61). Belo Horizonte, MG: Autêntica Editora.

Molina, M. C., & Sá, L. M. (2012). Licenciatura em Educação do Campo. In Caldart, R. S., Pereira, I. B., Alentejano, P., & Frigotto, G. (Org.) Dicionário da Educação do Campo (pp. 468-474). Rio de Janeiro, São Paulo: Expressão Popular.

Nez, E., & Silva, V. N. (2010) A importância dos saberes pedagógicos na prática dos professores da educação superior. Revista da Faculdade de Educação, (14).

Programa Nacional de Educação do Campo - PRONACAMPO. (Janeiro de 2013). Recuperado de: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13214-documento-orientador-do-pronacampo-pdf&Itemid=30192.

Queiroz, V., & Maia, H. (2014). Saberes didático-pedagógicos: sentidos atribuídos por professores dos anos iniciais do Ensino Fundamental. In Anais do Encontro Nacional de Didática e Práticas de Ensino. Fortaleza.

Santos, C. A. (2012). Educação do campo e políticas públicas no Brasil: o protagonismo dos movimentos sociais do campo na instituição de políticas públicas e a Licenciatura em Educação do Campo na UnB. Brasília, DF: Líber Livro.

Silva, L. H. (2003). As experiências de formação de jovens do campo: alternância ou alternâncias? Viçosa, MG: UFV.

Sousa, A. P. F. (2014). Práticas Pedagógicas em Alternância: contribuição ao estudo do trabalho docente na Escola Família Agrícola de São João do Garrafão, Espírito Santo. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Viçosa.

Tardif, M. (2007). Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes.

Universidade Federal De Viçosa. (2014). Projeto Político Pedagógico: Curso de Licenciatura em Educação do Campo.

Publicado
2018-11-15
Como Citar
Silva, D., & Silva, L. (2018). Licentiate Degree in Rural Education: contributions to training monitors of Agricultural Family Schools. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 3(3), 891-910. https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n3p891
Seção
Artigos / Articles / Artículos