Políticas municipais de formação docente: um olhar sobre a Educação do Campo no município de Santa Maria/RS

Resumo

O artigo tem por finalidade tecer reflexões sobre a importância de fomentar políticas públicas de formação continuada voltadas para professores que atuam em escolas do campo. Nesse sentido, discute-se sobre a necessidade de trabalhar com as especificidades oriundas da zona rural trazendo as potencialidades da formação continuada. Como resultados, apresenta-se uma proposta de formação específica para docentes que atuam nas escolas do campo, a qual intenciona agregar diferentes saberes campesinos, com a participação dos diversos segmentos da comunidade rural. Portanto, com este estudo intenciona-se fomentar a criação de políticas de formação continuada que viabilizem conectar a educação do campo a um projeto de desenvolvimento sustentável e contemporâneo, que sensibilize o sujeito oriundo desse meio de maneira que possa vislumbrar as possibilidades que lhe remetam à permanência no campo com qualidade.

Palavras-chave: Educação do Campo, Formação continuada de professores, Políticas públicas educacionais.

 

Municipal policy of teacher training: a look at Education of the Field in the municipality of Santa Maria/RS                     

ABSTRACT. The purpose of this article is to reflect on the importance of promoting public policies for continuing education aimed at teachers working in rural schools. In this sense, we discuss the need of working with the specificities of the rural area, bringing the potential of continuing education. As results, a specific training proposal is presented for teachers working in the rural schools, which intends to add different peasant knowledge, with the participation of the different segments of the rural community. Therefore, this study intends to foster the creation of policies for continuing education that make it possible to connect rural education to a project of sustainable and contemporary development that sensitize the subject coming from that environment in a way that can glimpse the possibilities that refer to the stay in the countryside with quality.

Keywords: Countryside Education, Continuing Education of Teachers, Educational Public Policies.

 

Políticas municipales de formación docente: una mirada sobre la Educación del Campo en el municipio de Santa Maria/RS

RESUMEN. El artículo tiene por finalidad hacer reflexiones acerca de la importancia de fomentar políticas públicas de formación continuada direccionadas a profesores que actúan en escuelas de campo. En ese sentido, se discute sobre la necesidad de trabajar con las especificidades oriundas de la zona rural trayendo las potencialidades de la formación continuada. Como resultados, se presenta una propuesta de formación específica para profesores que actúan en las escuelas de campo, la cual pretende añadir diferentes conocimientos campesinos, con la participación de los diversos segmentos de la comunidad rural. Por lo tanto, con ese estudio se pretende fomentar la creación de políticas de formación continuada que viabilicen conectar la educación del campo a un proyecto de desarrollo sostenible y contemporáneo, que sensibilice al sujeto oriundo de ese medio de manera que pueda vislumbrar las posibilidades que le remiten a la permanencia en el campo con calidad.

Palabras-clave: Educación del Campo, Formación continuada de profesores, Políticas públicas educativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Aparecida Galvão dos Santos, Universidade Franciscana Santa Maria - UFN

Pedagoga, Especialista em Alfabetização e em Gestão Educacional (2003-2004); Mestre em Educação (2005-2007) e Doutora em Educação (2013) pela Universidade Federal de Santa Maria. Professora adjunta da Universidade Franciscana e  da Rede Municipal de Ensino de Santa Maria. Desenvolve pesquisas relacionadas as temáticas: alfabetização, formação de professores, aprendizagem docente- leitura e escrita iniciail. É membro do grupo de pesquisa: Formação de Professores e Práticas Educativas: Educação Básica e Superior (GPFOPE).

Elisiane Machado Lunardi, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Licenciada em Pedagogia pelo Centro de Educação, da Universidade Federal de Santa Maria/RS (1991), Especialista em Orientação Educacional pelo Curso de Especialização em Gestão Escolar/CE/UFSM (2000), Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação/CE/UFSM (2002), Doutora em Educação pela Faculdade de Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/PUCRS/RS (2012). Atualmente é professora Adjunta da Universidade Federal de Santa Maria no Departamento de Administração Escolar, professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e gestão Educacional/UFSM. Líder do grupo REDES/UFSM de Estudos e Pesquisas em Políticas e Gestão Educacional, realiza pesquisas e estudos acerca das políticas públicas e gestão educacional considerando a interlocução entre Educação Básica e Superior.

Cláudia Bassoaldo Ramos, Universidade Franciscana Santa Maria - UFN

Graduação em pedagogia habilitação magistério, especialista em informática educacional, mestre em ensino de humanidades e linguagens pela universidade franciscana, professora da rede municipal de ensino, secretaria adjunta da Secretaria de município da educação de Santa Maria/RS.

 

Maria Goretti Rocha Farias, Universidade Franciscana Santa Maria - UFN

Licenciada em Pedagogia, Pós -Graduada em Psicopedagogia e Mestra em Ensino de Humanidades e Linguagens pela Universidade Franciscana - UFN. Professora da Rede Municipal de Ensino de Santa Maria. Tem experiência na área de Ensino, com ênfase em Educação. Possui larga experiência nas seguintes funções: Alfabetização, Gestão Escolar, Coordenação Pedagógica do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e Educação do Campo.

Referências

Akkari, A. (2011). Internacionalização das políticas educacionais: transformações e desafios. Petrópolis: Vozes.

Cavalcanti, C. R. (2009). O movimento nacional por uma educação do campo e os desafios da construção de políticas públicas para a educação do campo no Maranhão. In Coutinho, A. F. (Org.). Sobre políticas Educacionais no Brasil: interpretações acerca de lutas, conquistas e os desafios para a educação no século XXI (pp. 13-25). São Luís: EDUFMA.

Constituição da República Federativa do Brasil. (1988, 5 de outubro). Presidência da República, Brasília. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm

Dourado, L. F. (2007). Políticas e Gestão da Educação Básica no Brasil: Limites e Perspectivas. Educação Social, 28(100), 921-946. Recuperado de: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a1428100.pdf

Fernandes, B. M. (2006). Os campos da pesquisa em Educação do Campo: espaço e território como categorias essenciais. In Molina, M. C. (Org). Educação do Campo e pesquisa: questões para a reflexão (pp. 27-39). Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Ferry, G. (1997). Pedagogía de la formación - formación de formadores. Serie los Documentos, UBA. Ed. Novedades Educativas. Buenos Aires.

García, M. C. (1999). Formação de professores: para uma mudança educativa (I. Narciso, Trad.). (Coleção Ciências da Educação – século XXI). Porto: Porto Editora.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Isaia, S. (2006). Professor da Educação Superior. In Morosini, M. (Org.). Enciclopédia de Pedagogia Universitária (p. 375) (Glossário vol. 2). Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Lei n. 4.024, de 20 de dezembro de 1961. (1961). Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF. Recuperado de: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-4024-20-dezembro-1961-353722-normaatualizada-pl.pdf

Lei n. 5.692, de 11, de agosto de 1971 (1971). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. LDB n. 5.692, de 11 de agosto. de 1971. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5692.htm

Lei n. 9.394 de 20 de dezembro de 1996. (1996, 23 de dezembro). Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, 27.833.

Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. (2014). Aprova o Plano Nacional de Educação (PNE) e dá outras providências. Diário Oficial da União [da] República Federativa do Brasil, Brasília.

Ministério do Desenvolvimento Agrário/SAF/Condraf. (2003). Referências para um programa territorial de desenvolvimento sustentável. Brasília: DGF.

Ministério da Educação. (2007). Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação do Campo: diferenças mudando paradigmas (Cadernos Secad. v. 2). Brasília: Secad/MEC.

Nóvoa. A. (Org.). (1992). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote.

Resolução CMESM n. 35. (2016, 26 de maio). Define Diretrizes Curriculares para a Educação do Campo no Sistema Municipal de Ensino de Santa Maria- RS.

Resolução CNE n. 01. (2002, 03 de abril). Diretrizes Operacionais para a Educação nas Escolas do Campo.

Resolução CNE/CEB 04/2010 n. 4. (2010, 13 de julho). Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica.

Resolução CNE/CEB 07/2010 n. 7. (2010, 14 de dezembro). Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos.

Rey, F. (1998). Lo cualitativo y lo cuantitativo en la investigación de la psicología social. Psicologia & Sociedade, 10(2), 32-52.

Silva, J. F. G. (1999). O novo rural brasileiro (2a ed.). Universidade Estadual de Campinas, Campinas: Instituto de Economia/UNICAMP.

Tardif, M. (2002). Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Editoras Vozes.

Triviños, A. N. S. (2008). Introdução à Pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Editora Atlas.

Zeichner, K. (1993). A Formação Reflexiva de Professores: Ideias e Práticas. Lisboa: Educa.

Zabalza, M. A. (2004). O ensino Universitário: seu cenário e seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed.

Vieira. L. S. (2006). Política (s) e Gestão da Educação Básica: revisitando conceitos simples. Porto Alegre. Recuperado de: http://seer.ufrgs.br/rbpae/article/viewFile/19013/11044

Yin, R. (2005). Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: BooKman.

Wizniewsky, C. R. F. (2010). A contribuição da Geografia na construção da educação do campo. In Matos, K. S. A. L., Wizniewsky, C. R. F., Meurer, A. C., & David, C. (Orgs.) Experiências e diálogos em educação do campo (pp. 27-38). Fortaleza: Edições UFC.

Publicado
2019-07-26
Como Citar
Galvão dos Santos, E. A., Lunardi, E. M., Ramos, C. B., & Rocha Farias, M. G. (2019). Políticas municipais de formação docente: um olhar sobre a Educação do Campo no município de Santa Maria/RS. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e5555. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e5555
Seção
Artigos / Articles / Artículos