Os desafios da Educação do Campo frente ao Agribusiness: um estudo de caso em Sumidouro - RJ

Resumo

Este trabalho apresenta reflexões acerca dos desafios da implementação da Educação do Campo em Sumidouro – RJ, um município essencialmente agrícola, cuja produção está fortemente atrelada ao capital industrial e a educação oferecida pelas escolas está descontextualizada com as necessidades locais. A metodologia empregada se baseou em revisão bibliográfica, análise documental e observação participante. Foi identificado que o Plano Municipal de Educação de Sumidouro faz poucas referências à realidade rural dos educandos, não contemplando grande parte dos anseios específicos deste público. Este fato vai de encontro aos problemas socioambientais observados no município, como o desgaste progressivo dos solos, a contaminação dos recursos hídricos, o endividamento dos produtores rurais e os altos níveis de evasão escolar a partir do segundo segmento do ensino fundamental, que colocam Sumidouro entre os piores IDHs do estado. Desta forma, concluiu-se que é necessário viabilizar a Educação do Campo aplicada ao Ensino fundamental em Sumidouro. Neste sentido, é preciso aprender com o exemplo do CEFFA de Nova Friburgo e se antever a pressão dos interesses econômicos locais e do próprio MEC quanto à imposição de uma base curricular comum, descontextualizada com os princípios da Educação do Campo.

Palavras-chave: Educação do Campo, Agricultura Familiar, Agricultura Capitalista, Movimentos Sociais, Sumidouro.

 

The challenges of Rural Education against Agribusiness: a case study in Sumidouro - RJ                                

ABSTRACT. This paper presents reflections about the challenges of implementing Rural Education in Sumidouro - RJ, an essentially agricultural municipality whose production is strongly linked to industrial capital and the education offered by schools is out of context with local needs. The methodology used was based on bibliographic review, documentary analysis and participant observation. It was identified that the Municipal Plan of Education of Sumidouro makes few references to the rural reality of the students, not contemplating much of the specific yearnings of this public. This fact is in line with the socio-environmental problems observed in the municipality, such as progressive soil erosion, contamination of water resources, rural producers' indebtedness and high levels of school dropout from the second elementary school segment, which makes Sumidouro one of the worst HDIs in the state. Therefore, it was concluded that it is necessary to prioritize Rural Education applied to Sumidouro Elementary School. Thus, it is necessary to learn from the example of the CEFFA in Nova Friburgo and to prevent the pressure of local economic interests and the MEC itself regarding the imposition of a common curricular basis, decontextualized with the principles of Rural Education.

Keywords: Rural Education, Family Farming, Capitalist Agriculture, Social Movements, Sumidouro.

 

Los desafíos de la Educación del Campo frente al Agribusiness: un estudio de caso en Sumidouro - RJ

RESUMEN. Este trabajo presenta reflexiones acerca de los desafíos de la implementación de la Educación del Campo en Sumidouro - RJ, un municipio esencialmente agrícola, cuya producción está fuertemente ligada al capital industrial y la educación ofrecida por las escuelas está descontextualizada con las necesidades locales. La metodología empleada se basó en revisión bibliográfica, análisis documental y observación participante. Se identificó que el Plan Municipal de Educación de Sumidouro hace pocas referencias a la realidad rural de los educandos, no contemplando gran parte de los anhelos específicos de este público. Este hecho está en línea con los problemas socioambientales observados en el municipio, como la erosión progresiva del suelo, la contaminación de los recursos hídricos, el endeudamiento de los productores rurales y los altos niveles de deserción escolar en el segundo segmento de escuelas primarias, lo que convierte a Sumidouro en el peor IDH del estado. De esta manera, se concluyó que es necesario hacer factible la Educación del Campo aplicada a la enseñanza primaria en Sumidouro. En este sentido, es necesario aprender del ejemplo de CEFFA en Nova Friburgo y evitar la presión de los intereses económicos locales y del propio MEC con respecto a la imposición de una base curricular común, descontextualizada con los principios de la Educación del Campo. 

Palabras clave: Educación del Campo, Agricultura familiar, Agricultura Capitalista, Movimientos Sociales, Sumidouro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leandro Barros Oliveira, Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro - CEDERJ

Mestre em Ensino de Ciências, Ambiente e Sociedade pela UERJ, Especialista em Educação do Campo pela Faculdade de Educação São Luís, graduado em Licenciatura em Ciências Biológicas pela UFRJ. Trabalhou durante nove anos na EMATER-RIO como Agente de Desenvolvimento Rural. Atualmente exerce o cargo de Especialista em Recursos Hídricos na AGEVAP e de Mediador Pedagógico no CEDERJ/UERJ.

Referências

Alentejano, P. (2012) Trabalho no Campo. In Caldart, R. S. (Org.) Dicionário da educação do campo (pp. 755 - 758). Rio de Janeiro; São Paulo: Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Expressão Popular.

Caldart, R. S. (2002). Por Uma Educação do Campo: traços de uma identidade em construção. In Kolling, E. J., Cerioli, P. R., & Caldart, R. S. (Orgs.). Educação do Campo: Identidade e Políticas Públicas (pp. 18 - 25). Brasília, DF: Articulação Nacional por uma Educação do Campo. Coleção Por uma Educação do Campo, nº 4.

Decreto nº 7.352. (2010, 4 de novembro). Dispõe sobre a Política de educação do campo e o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária - PRONERA. Diário Oficial da União, Poder Legislativo, Brasília, DF: Presidência da República.

Druzian, F. (2012). Educação Infantil multisseriada no campo. In I Seminário Internacional e I Fórum de Educação do Campo da Região Sul (pp. 129-146). Pelotas, RS.

Egger, D. S. (2010). Continuidades e rupturas: transformações socioespaciais na agricultura em Sumidouro (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Emater-Rio. (2018). Relatório de Atividades Anuais 2017. Sumidouro – RJ: Escritório local de Sumidouro.

Frazão, G. A., & Dália, J. M. T. (2011). Pedagogia da alternância e desenvolvimento do meio: possibilidades e desafios para a educação do campo fluminense. In Anais da II Conferência do Desenvolvimento (pp. 1 -16). Brasília, DF.

Freire, P. (1987). Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro – RJ: Paz e Terra.

Fundação Oswaldo Cruz. Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica Em Saúde. (2016) Consumo intensivo de agrotóxicos no Rio de Janeiro revela cenário de intoxicações “invisíveis”. Recuperado de: https://www.icict.fiocruz.br/content/consumo-intensivo-de-agrot%C3%B3xicos-no-rio-de-janeiro-revela-cen%C3%A1rio-de-intoxica%C3%A7%C3%B5es-

Gimonet, J. C. (2007). Praticar e compreender a Pedagogia da Alternância dos CEFFAs. Petrópolis - RJ: Editora Vozes.

Hage, S. M. (2011). Por uma escola do campo de qualidade social: transgredindo o paradigma (multi)seriado de ensino. Em Aberto, 24(85), 97-113.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2006). Censo Agropecuário 2006.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. (2012). Sinopse do Senso Demográfico Síntese de Indicadores Sociais – Uma análise das condições de vida da população brasileira.

Lei n. 9.394. (1996, 20 de dezembro). Estabelece de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm

Lei nº 12.188. (2010, 11 de janeiro). Institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12188.htm

Leite, S. C. (1999) Escola rural: urbanização e políticas educacionais. São Paulo-SP: Cortez.

Marinho, E. R. (2008). Um olhar sobre a educação rural brasileira. Brasília-DF: Universa.

Menezes, E. T., Santos, T. H. (2001). Verbete pedagogia socialista. In Menezes, E. T. (Org.). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil (pp. 01). São Paulo - SP: Midiamix. Recuperado de: http://www.educabrasil.com.br/pedagogia-socialista/

Ministério da Educação. (2015). Programa Nacional de Educação no Campo: PRONACAMPO. Brasília-DF: MEC.

Moura, T. V., & Santos, F. J. S. (2011). A pedagogia das classes multisseriadas: uma perspectiva contra-hegemônica às políticas de regulação do trabalho docente. Debates em Educação, 4(7), 65-86.

Nascimento, C. G. (2004) Educação, Cidadania e Políticas Sociais: a luta pela educação básica do campo em Goiás. Revista Iberoamericana de Educación, 33(10), 01-23.

Oliveira, L. B. (2014) Agricultores Familiares do Caramandu em Sumidouro (RJ): uma abordagem sobre percepção ambiental e agroecologia (Monografia de Graduação). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Volta Redonda.

Oliveira, L. B. (2017) A agricultura familiar convencional em interface com os remanescentes florestais na microbacia hidrográfica de Campinas em Sumidouro (RJ) (Dissertação de Mestrado). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo.

Oliveira, L. B. (2018). Agricultura e florestas em Sumidouro (RJ): Implicações do Novo Código Florestal na MBH Campinas. Goiânia, GO: Editora Espaço Acadêmico.

Paraná (2006). Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes curriculares da educação do campo. Curitiba - PR.

Pereira, C. C. (2016a). Práticas pedagógicas da educação do campo. Curitiba, PR: IESDE Brasil.

Pereira(b), C. C. (2016b). Currículo e metodologia na educação do campo. Curitiba, PR: IESDE Brasil.

Pereira, A. C. S. (2008). Condições de funcionamento de escolas do campo: em busca de indicadores de custo-aluno-qualidade (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Pará, Belém.

Perez, F., & Moreira, J. C. (2007). Saúde e ambiente em sua relação com o consumo de agrotóxicos em um pólo agrícola do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública, 4(23), 612-621. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007001600021

Prefeitura Municipal de Sumidouro. (2015). Plano Municipal de Educação do Município de Sumidouro (PME). Lei 1.116 de 24 de julho de 2015.

Ramal, C. T. (2011) O Ruralismo Pedagógico no Brasil: revisitando a história da educação rural. Jornada HISTEDBR. Recuperado de:

http://www.histedbr.fe.unicamp.br/acer_histedbr/jornada/jornada10/_files/e2qdukOb.pdf

Resolução CNE/CEB nº 1. (2002, 3 de abril). Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Diário Oficial da União. Poder Legislativo, Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação - Câmara de Educação Básica.

Resolução CNE/CEB nº 2. (2008, 28 de abril). Diretrizes complementares, normas e princípios para o desenvolvimento de políticas públicas de atendimento da Educação Básica do Campo. Diário Oficial da União. Poder Legislativo, Brasília, DF: Conselho Nacional de Educação - Câmara de Educação Básica.

SEEDUC/Governo do Estado do Rio de Janeiro. (2010). Currículo Mínimo: Apresentação. Rio de Janeiro.

Souza, E. C., & Santos, F. J. S. (2014). Educação rural e multisseriação: rompendo silêncios e indicando horizontes. In Silva, M. A., & Cunha, C. (Orgs.). Educação Básica: políticas, avanços e pendências. (pp. 315-345). Campinas – SP: Autores Associados.

Souza, M. A. (2011). Licenciatura em Pedagogia: fundamentos teóricos metodológicos da educação do campo. Ponta Grossa: UEPG.

Stotz, E. N. (2012). Os limites da agricultura convencional e as razões de sua persistência: estudo do caso de Sumidouro. RJ. Rev. Bras. Saúde Ocup., 37(125), 114-126. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0303-76572012000100014

UNDP - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil. (2013). IDHM Municípios 2010. Recuperado de:

http://www.br.undp.org/content/brazil/pt/home/idh0/rankings/idhm-municipios-2010.html

Publicado
2019-07-26
Como Citar
Oliveira, L. B. (2019). Os desafios da Educação do Campo frente ao Agribusiness: um estudo de caso em Sumidouro - RJ. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e5492. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e5492
Seção
Artigos / Articles / Artículos