Educação (em tempo) Integral: o Programa Mais Educação numa escola do campo no município de Corumbá/MS

Resumo

O presente artigo é parte da pesquisa de Mestrado realizada junto ao Programa de Pós-graduação em Educação, da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal. O objetivo é analisar as práticas educativas desenvolvidas no Programa Mais Educação (PME) com relação à proposta que o normatiza e a da Articulação “Por uma Educação do Campo” e como se apresentam as contradições na realidade da escola do campo no município de Corumbá/MS, no que concerne a implantação do Programa e execução de suas atividades educacionais. No decorrer da pesquisa perseguimos aproximar ambas as propostas educativas: Educação do Campo (EC) e Educação (em tempo) Integral (PME). A pesquisa empírica foi constituída de entrevista: com a gestão escolar (01), coordenação pedagógica (02), e monitores (05) que ministraram as atividades educacionais. Os resultados apontam que os documentos da EC e do PME estiveram à margem do processo de materialização de tal proposta educativa, assim como, também não aconteceu com base nas reflexões advindas dos estudiosos da área.

Palavras-chave: Política Educacional, Programa Mais Educação, Educação do Campo, Educação no Campo, Educação Básica.

 

Education (in time) Full: the Program More Education in a rural school in the municipality of Corumbá/MS

ABSTRACT. This article is part of the Master's researchi carried out with the Postgraduate Program in Education, Federal University of Mato Grosso do Sul, Pantanal Campus. The objective is to analyze how educational practices in the More Education Program (MEP) in relation to the proposal that regulates the Articulation "For an Education of the Rural" and that present themselves as contradictions in the reality of the school of the rural in the municipality of Corumbá/MS, that refers an implantation of the Program and execution of its educational activities. In the course of the research we seek to near both educational proposals: Rural Education (RE) and Integral Education (in time). The empirical research consisted of interviews: with school management (01), pedagogical coordination (02), and monitors (05) who ministered to educational activities. The results show that the documents of RE and MEP were on the margins of the process of materialization of this educational proposal, just as it didn’t happen on the basis of the reflections of scholars in the area.

Keywords: Educational Politics, More Education Program, Education of the Rural, Rural Education, Basic Education.

 

Educación (en tiempo) Integral: el Programa Más Educación en una escuela del campo en el municipio de Corumbá/MS

RESUMEN. El presente artículo es parte de la investigación de Maestríai realizada junto al Programa de Postgrado en Educación, de la Fundación Universidad Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal. El objetivo es analizar las prácticas educativas desarrolladas en el Programa Más Educación (PME) con relación a la propuesta que lo normaliza y la propuesta de la Articulación "Por una Educación del Campo" y como se presentan las contradicciones en la realidad de la escuela del campo en el municipio de Corumbá/MS, en lo que concierne a la implantación del Programa y ejecución de sus actividades educativas. En el transcurso de la investigación buscamos aproximar ambas propuestas educativas: Educación del Campo (EC) y Educación (en tiempo) Integral (PME). La investigación empírica fue constituida de entrevista: con la gestión escolar (01), coordinación pedagógica (02), y monitores (05) que ministraron las actividades educativas. Los resultados apuntan que los documentos de la EC y del PME estuvieron al margen del proceso de materialización de tal propuesta educativa, así como tampoco ocurrió en base a las reflexiones provenientes de los estudiosos del área.

Palabras clave: Política Educativa, Programa Más Educación, Educación del Campo, Educación en el campo, Educación Básica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Geraldo Garbelini Neto, Secretaria Municipal de Educação

Mestre em Educação - Educação Social (UFMS/Câmpus do Pantanal, 2017); especialização em Educação do Campo (UFMS/Câmpus de Campo Grande, 2014); especialização em Psicomotricidade aplicada à Educação (FIJ, 2010); especialização em Treinamento Desportivo (UNIPAR, 2006); graduação em Educação Física - Bacharelado (UNIOESTE, 2006) e graduação em Educação Física - Licenciatura Plena (UNIOESTE, 2005). Professor da Secretaria Municipal de Educação de Corumbá/MS.

Anamaria Santana da Silva, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (1989), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1997) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Atualmente é professora aposentada da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e atua no Programa de pós-graduação em Educação PPGE-CPAN-UFMS. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos temas: educação infantil, política pública, educação, pedagogia da infância e formação de professores.

Referências

Brasil. (2009). Educação Integral: texto referência para o debate nacional. (Série Mais Educação). Brasília, DF: MEC/SECAD. Recuperado de:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=8196&Itemid=95

Brasil. (2011). Caminhos para Elaborar uma Proposta de Educação Integral em Jornada Ampliada: como ampliar tempos, espaços e oportunidades educativas para crianças, adolescentes e jovens aprenderem. (Série Mais Educação). Brasília, DF: MEC/SEB. Recuperado de:

http://educacaointegral.mec.gov.br/images/pdf/bibioteca/caminhos_elaborar_educ_integral_cecipe_seb.pdf

Brasil. (2013). Programa Mais Educação: passo a passo. (Série Mais Educação). Brasília, DF: MEC/SEB. Recuperado de:

http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/passoapasso_maiseducacao.pdf

Caldart, R. S. (2003). A Escola do Campo em Movimento. Currículo sem Fronteiras, 3(1), 60-81.

Decreto nº 6.253. (2007, 13 de novembro). Dispõe sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – FUNDEB, regulamenta a Lei no 11.494, de 20 de junho de 2007, e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado de:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/D6253.htm

Decreto nº 7.083. (2010, 27 de janeiro). Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Brasília, DF. Recuperado de:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7083.htm

Garbelini Neto, G. (2017). Possibilidades e Limites do Programa Mais Educação numa Escola do Campo (Dissertação). Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus do Pantanal, Corumbá.

Giolo, J. (2012). Educação de Tempo Integral: resgatando elementos históricos e conceituais para o debate. In Moll, J. (Org.). Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos (pp. 94-105). Porto Alegre, RS: Penso.

Höfling, E. M. (2001). Estado e Políticas (Públicas) Sociais. Cad. Cedes. Campinas, ano XXI(55), 30-41.

Lacerda, M. P. (2012). Apresentação. In: Moll, J. (Org.) e colaboradores. Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos (pp. 17-18). Porto Alegre, RS: Penso.

Lei nº 13.005. (2014, 25 de junho). Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Brasília, DF. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm

Lei nº 4.621. (2014, 22 de dezembro). Plano Estadual de Educação de Mato Grosso do Sul (2014-2024). Recuperado de:

http://aacpdappls.net.ms.gov.br/appls/legislacao/secoge/govato.nsf/1b758e65922af3e904256b220050342a/bc006c6e3f156fc604257dba00538ef3?OpenDocument

Lei nº 2.484. (2015, 26 de junho). Plano Municipal de Educação de Corumbá/MS (2015-2025). Recuperado de: http://do.corumba.ms.gov.br/legislacao/corumba#194-2015-6-1

Moll, J. (2012). Introdução. In Moll, J. (Org.). Caminhos da Educação Integral no Brasil: direito a outros tempos e espaços educativos (pp. 27-30). Porto Alegre, RS: Penso.

Noal, M. L. (2014). Saberes da Educação Básica do Campo em MS: pontes entre roças, escolas, palavras. In Araújo, A. P. C., & Vargas, I. A. (Orgs.). Dinâmicas do Rural Contemporâneo (pp. 295-328). Campo Grande: UFMS.

Portaria Normativa Interministerial nº 17. (2007, 24 de abril). Diário Oficial da União, Seção 1, em 26 abr. 2007. Brasília, DF. Recuperado de:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=12985-portaria-19041317-pdf&category_slug=abril-2013-pdf&Itemid=30192

Resolução CNE/CEB nº 1. (2002, 3 de abril). Institui Diretrizes Operacionais para a Educação Básica nas Escolas do Campo. Brasília, DF. Recuperado de:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13800-rceb001-02-pdf&category_slug=agosto-2013-pdf&Itemid=30192

Resolução CNE/CEB nº 2. (2008, 28 de abril). Estabelece Diretrizes Complementares, Normas e Princípios para o Desenvolvimento de Políticas Públicas de Atendimento da Educação Básica do Campo. Brasília, DF. Recuperado de:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=11841-rceb002-08-pdf&category_slug=outubro-2012-pdf&Itemid=30192

Santos, R. B. (2011). Avanços e Possibilidades da Educação do Campo no Brasil. Recôncavo: Revista de História da UNIABEU, (1), 100-115.

Souza, M. A. (2008). Educação do Campo: políticas, práticas pedagógicas e produção científica. Educ. Soc., 29(105), 1089-1111.

Publicado
2019-04-24
Como Citar
Garbelini Neto, G., & Silva, A. S. da. (2019). Educação (em tempo) Integral: o Programa Mais Educação numa escola do campo no município de Corumbá/MS. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e5387. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e5387
Seção
Artigos / Articles / Artículos