Interculturalidade e afirmação identitária dos Juruna da aldeia Boa Vista

Resumo

Este texto tem por objetivo apresentar uma reflexão acerca da interculturalidade na proposta pedagógica da Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Indígena Francisca Oliveira Lemos Juruna, localizada na aldeia Boa Vista, município de Vitória do Xingu/PA. Foram utilizadas técnicas de pesquisa etnográfica, entre elas a observação participante e registros fotográficos. Discute-se como a identidade desses Juruna vem sendo construída a partir da sua relação com a escola, considerando, a partir das proposições de Hall (2005), que o sujeito pós-moderno está fragmentado não mais em uma e sim em múltiplas identidades. A interculturalidade é apresentada como uma proposta para a construção de uma sociedade igualitária, à luz do respeito às diferenças. Constatou-se que apesar das dificuldades da escola em mitigar o desequilíbrio na relação de contato, dada a hegemonia da cultura dominante, as crianças estão protagonizando grande papel na afirmação da identidade indígena.

Palavras-chave: Interculturalidade, Identidade, Educação Escolar Indígena, Aldeia Boa Vista.

 

Interculturality and identity affirmation of the Juruna of the village Boa Vista 

ABSTRACT. This text aims to present a reflection about interculturality in the pedagogical proposal of the Francisca Oliveira Lemos Juruna Municipal School of Indigenous and Basic Education, located in the Boa Vista village, in the municipality of Vitória do Xingu/PA. Ethnographic research techniques were used, including participant observation and photographic records. It is discussed how the identity of these Juruna has been constructed from their relation with the school, considering, from the propositions of Hall (2005), that the postmodern subject is fragmented no longer in one but in multiple identities. Interculturality is presented as a proposal for the construction of an egalitarian society, the light of respect for differences. It was found that despite the school's difficulties in mitigating the imbalance in the contact relationship, given the hegemony of the dominant culture, children are playing a major role in affirming indigenous identity. 

Keywords: Interculturality, Identity, Indigenous School Education, Boa Vista Village.

 

Interculturalidad y afirmación identitaria de los Juruna de La aldea Boa Vista

RESUMEN. Este texto tiene por objetivo presentar una reflexión acerca de la interculturalidad en la propuesta pedagógica de la Escuela Municipal de Enseñanza Infantil y Fundamental Indígena Francisca Oliveira Lemos Juruna, ubicada en la aldea Boa Vista, municipio de Vitória do Xingu/PA. Se utilizaron técnicas de investigación etnográfica, entre ellas la observación participante y registros fotográficos. Se discute cómo la identidad de esos Juruna viene siendo construida a partir de su relación con la escuela, considerando, a partir de las proposiciones de Hall (2005), que el sujeto posmoderno está fragmentado no más en una y sí en múltiples identidades. La interculturalidad se presenta como una propuesta para la construcción de una sociedad igualitaria, la luz del respeto a las diferencias. Se constató que a pesar de las dificultades de la escuela en mitigar el desequilibrio en la relación de contacto, dada la hegemonía de la cultura dominante, los niños están protagonizando gran papel en la afirmación de la identidad indígena. 

Palabras clave: Interculturalidad, Identidad, Educación Escolar Indígena, Pueblo Boa Vista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taiane Lima Silva, Universidade Federal do Pará - UFPA

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia da Universidade Federal do Pará. Graduada em Ciências Naturais pela Universidade do Estado do Pará. Desenvolve pesquisa voltada a interculturalidade e educação escolar indígena.

Daniel dos Santos Fernandes, Universidade Federal do Pará - UFPA

Doutor em Ciências Sociais/Antropologia pela UFPA (2008). Vínculo docente com o Programa de Pós-Graduação em Linguagens e Saberes na Amazônia/Campus Bragança e como membro do Conselho Editorial da Nova Revista Amazônica do PPLSA. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Cultural, trabalhando com comunidades tradicionais ribeirinhas e pesqueiras. Atua como líder no grupo Laboratório de Estudo Linguagem, Imagem e Memórias - LELIM - UFPA.

Referências

Afonso, M. A. (2014). Políticas linguísticas para os povos indígenas no Brasil. In XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (pp. 4082-4099). João Pessoa, PB.

Agier, M. (2001). Distúrbios identitários em tempos de globalização, Mana, 7(2), 7-33. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-93132001000200001

Albó, X. (2005). Cultura, Interculturalidade, Inculturação. São Paulo, SP: Loyola.

Arruti, J. M. A. (1995). Morte e vida do nordeste indígena: a emergência étnica como fenômeno histórico regional. Estudos Históricos, 8(15), 57-94.

Constituição da República Federativa do Brasil. (1988, 05 de outubro). Recuperado de: http://www.senado.gov.br/sf/legislacao/const/

Fiorin, J. L. (1995). Linguagem e Ideologia. São Paulo, SP: Ática.

Fernandes, J. G. S. (2016). Interculturalidade e Etnossaberes. Espaço Ameríndio, 10(2), 39-65.

Gonçalves, R. F. (2013). Os desafios da educação escolar diferenciada, intercultural e bilíngue entre os povos indígenas no estado do Pará. In XI Congresso Nacional de Educação – EDUCERE (pp. 6591-6606). Curitiba, PR.

Hage, S. M. (2016). Interculturalidade, fraternidade e comunhão: referências para sustentabilidade na Amazônia. In XVII Congresso Eucarístico Nacional: simpósio sobre a Amazônia (pp. 1-19). Belém, PA.

Hall, S. (2005). A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro, RJ: DP&A.

Lima, M. S. L. (2009). O “caminho da volta” vivenciado pelos Juruna/Yudjá da aldeia Boa Vista (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal do Pará, Pará.

Ruiz, A. A. (2014). La construccion de La interculturalidad. In Ruiz, A.A. Interculturalidad: concepto, alcances e derecho (pp. 31-43). México: Câmara dos deputados.

Santos, B. S. (2008). Um discurso sobre as ciências. São Paulo, SP: Cortez.

Santos, L. S. (2011). As identidades culturais. Proposições conceituais e teóricas. Revista Rascunhos Culturais, 2(4), 141-157.

Publicado
2019-08-09
Como Citar
Silva, T. L., & Fernandes, D. dos S. (2019). Interculturalidade e afirmação identitária dos Juruna da aldeia Boa Vista. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 4, e5297. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.v4e5297
Seção
Artigos / Articles / Artículos