Base de profissionalidade do trabalho docente na Educação do Campo

Resumo

O artigo tem como objeto de estudo a base de profissionalidade docente dos educadores do campo e o faz pela perspectiva do materialismo histórico-dialético. Seu objetivo é sobre a constituição da profissionalidade docente de educadores do campo a partir de suas funções docentes na Educação do Campo. Sua questão de pesquisa é: Por quais fundamentos e práticas educativas é desenvolvida a profissionalidade docente de educadores do campo em a partir da multisseriação? Este estudo é de caráter bibliográfico e desenvolveu-se tendo em vista o dimensionamento dos trabalhos docentes na multissérie concomitantemente às demandas de formação humana no campo. Como parte dos achados conclusivos esse estudo traz reflexões acerca da necessidade de (re)organização curricular à luz das condições objetivas de se viver e produzir no campo, via organização social e fomento de sistemas de produção. O que, nas escolas do campo remeteriam ao ordenamento da comunidade para ações de reivindicação ou de reorientação dos modelos de gestão pública voltada ao combate da vulnerabilidade social dos espaços campesinos e para superação de situações de exclusão social, tendo como um dos aportes desse ideário a profissionalidade do educador da escola do e no campo.

Palavras-chave: Profissionalidade Docente, Escolas Multisseriadas, Pedagogia Histórico-Crítica, Educação do Campo.

 

Base of professionality of teaching work in Rural Education

ABSTRACT. The article has as object of study the professional teaching base of the educators of the countryside and does it by the perspective of historical-dialectical materialism. Its objective is on the constitution of the teaching profession of educators of the field from their teaching functions in the Rural Education. His research question is: By what fundamentals and educational practices is the professional development of educators of the field developed in the multiseriate? This study has a bibliographic character and was developed in view of the dimensioning of the teaching work in the multiseries, concomitantly with the demands of human formation in the field. As part of the conclusive findings, this study reflects on the need for curricular (re) organization in light of the objective conditions of living and producing in the countryside, through social organization and the promotion of production systems. What, in rural schools, would refer to community planning for actions to demand or reorient public management models aimed at combating the social vulnerability of rural areas and overcoming situations of social exclusion, having as one of the contributions of this professionalism of the school educator and in the countryside.

Keywords: Professionalism Teaching, Multi-Serial Schools, Historical-Critical Pedagogy, Rural Education.

 

Base de profesionalidad del trabajo docente en la Educación del Campo

RESUMEN. El artículo tiene como objeto de estudio la base de profesionalidad docente de los educadores del campo y lo hace por la perspectiva del materialismo histórico-dialéctico. Su objetivo es sobre la constitución de la profesionalidad docente de educadores del campo a partir de sus funciones docentes en la Educación del Campo. Su cuestión de investigación es: ¿Por qué fundamentos y prácticas educativas se desarrolla la profesionalidad docente de educadores del campo a partir de la multiseración? Este estudio es de carácter bibliográfico y se desarrolló teniendo en vista el dimensionamiento de los trabajos docentes en la multiserie concomitantemente a las demandas de formación humana en el campo. Como parte de los hallazgos concluyentes este estudio trae reflexiones acerca de la necesidad de (re) organización curricular a la luz de las condiciones objetivas de vivir y producir en el campo, vía organización social sistemas de producción. Lo que en las escuelas del campo remitían al ordenamiento de la comunidad para reivindicación o de reorientación de los modelos de gestión pública orientada al combate de situaciones de exclusión social, teniendo como uno de los aportes de ese ideario a profesionalidad del educador de la escuela del y en el campo.

Palabras clave: Profesionalidad Docente, Aulas Mixtas, Pedagogía Histórico-Crítica, Educación en el Campo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wiama de Jesus Freitas Lopes, Universidade Federal de Campina Grande - UFCG

É docente da Universidade Federal de Campina Grande, do Centro de Formação de Professores - CFP, Campus Cajazeiras, atuando com as disciplinas vinculadas à Gestão Educacional. Possui graduação em Licenciatura em Pedagogia pela Universidade Federal do Amapá (1999), Mestrado em Educação, na Linha de Currículo e Formação de Professores pela Universidade Federal do Pará e Doutorado em Educação, na Linha de Formação de Professores, pela Universidade Federal de São Carlos. É um dos líderes do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ética e Políticas de Planejamento e Gestão Educacional, do CFP/UFCG e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação do Campo na Amazônia Paraense - GEPERUAZ, vinculado ao Instituto de Ciências da Educação da UFPA. Desenvolveu coordenação pedagógica no projeto PDE-Escola, do Ministério da Educação e tem experiência em EaD, junto à UFSCar Virtual, no curso de Pedagogia. Atua principalmente nos seguintes temas: gestão escolar, educação do campo, formação de professores e trabalho docente em turmas multisseriadas, currículo e políticas educacionais. Desenvolveu estágio científico avançado em âmbito de doutoramento, no Departamento de Desenvolvimento Curricular, da Universidade do Minho, em Braga - Portugal, sob a Co-Orientação do Prof. Dr. José Augusto Brito Pacheco.

Emanuela Alves da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Mestranda do Programa Pós- graduação em Educação na Linha de pesquisa "Educação, Política e Práxis Educativas" da UFRN. Bolsista do CNPq. Especialista em Psicologia da Saúde e Hospitalar pela UFRN. Especialista em Metodologia do Ensino pela Faculdade São Francisco da Paraíba. Graduada em Psicologia pela Faculdade Santa Maria de Cajazeiras-PB. Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Coordenadora Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação de São Vicente-RN. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Administração Educacional e Assessoramento Pedagógico. Atuou como coordenadora do PAR- Plano de Ações Articuladas da SME- São Vicente-RN.

Referências

Caldart, R. S. (2000). Pedagogia do Movimento Sem Terra: escola é mais do que escola. Petrópolis, RJ: Vozes.

Careaga, A. R. (2012). El Desafio De Ser Docente. Revista Ciências Médicas. Recuperado de: http://www.medfamco.fmed.edu.uy/Archivos/pregrado/Ciclo_Introductorio/Materiales/Ser_docente.pdf

Chakur, C. R. S. L. (2000). (Des)Profissionalização Docente e Formação Continuada: situação e perspectivas atuais. In Leite, C. D., Oliveira, M. L., & Salles, L. M. F. (Orgs.). Educação, Psicologia e Contemporaneidade: novas formas de olhar a escola (pp. 11-28) Taubaté/SP: Cabral Editora Universitária.

Costa, M. C. V. (2012). Trabalho docente e profissionalismo. Porto Alegre: Editora Sulina.

Cunha, M. I. (2013). O lugar da formação do professor universitário: a condição profissional em questão. In Cunha, M. I. (Org.). Reflexões e práticas em pedagogia universitária (pp. 11-26). Campinas, SP: Papirus.

Garcia, C. M. (2012). A formação de professores: novas perspectivas baseadas na investigação sobre o pensamento do professor. In Nóvoa, A. (Org.). Os professores e sua formação (pp. 51-76). Lisboa: Dom Quixote.

Gasparin, J. L. (2013). Uma Didática para a Pedagogia Histórico-Crítica. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados.

Houaiss, A. (2014). Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de. Janeiro, Ed. Objetiva.

Lopes, W., & Bezerra Neto, L. (2013). A multisseriação frente à profissionalidade docente na educação do campo. Revista HistedBR On-line, 13(50), 77-89.

Marx, K. (2004). Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo Editorial.

Marx, K., & Engels, F. (1986). Manifesto do Partido Comunista. 6. ed. São Paulo: Global Editora.

Mizukami, M. G. N. (2006). Aprendizagem da docência: Conhecimentos específicos, contextos e praticas pedagógicas. In Nacarato, A. M., & Paiva, M. A. V. (Orgs.). A formação do professor que ensina matemática (pp. 213-231). Belo Horizonte: Autêntica.

Mizukami, M. G. N. (2004). Aprendizagem da docência: algumas contribuições de L. S. Shulman. Educação, 29(2), 33-49.

Munarim, A. (2011). Educação do Campo no cenário das políticas públicas na primeira década do século 21. Em Aberto, 24(85), 51-63.

Nóvoa, A. (2014). Le temps des professeurs. Analyse socio-historique de la profession enseignante au Portugal (XVIIIe – XXe siècle). Lisboa: Instituto Nacional de Investigação Científica.

Nóvoa, A. (1992). Formação de professores e profis¬são docente. In Nóvoa, A. (Org.). Os professores e a sua formação (pp. 13 33). Lisboa: Publicações Dom Qui-xote.

Sacristán, G., & Gómez, P. A. I. (1998). Compreender e transformar o ensino (pp. 271-293). São Paulo: Artmed.

Saviani, D. (2012) Origem e Desenvolvimento da Pedagogia Histórico-Crítica. In Anais do VII Colóquio Internacional Marx e Engels. Campinas: IFCH-UNICAMP.

Saviani, D. (2011). Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. São Paulo: Ed. Autores Associados.

Severino, A. J. (2004). A formação e a prática do professor em face da crise atual dos paradigmas educacionais, Ciência & Opinião, 2(4), 15-31.

Taffarel, C. N. Z. (1999). Políticas públicas e educação física & esportes no Brasil: reformas ou ruptura? Entrevista concedida ao Prof. Nivaldo Antônio Nogueira David, em 31 de março de 1999. Pensar a Prática, 2(1), 1-24.

Vygotsky, L. S. (1991). A Formação Social da Mente. São Paulo: Martins Fontes.

Ximenes-Rocha, S. H. (2012) A aprendizagem da docência em salas multisseriadas. In Ximenes-Rocha, S. H., & Colares, M. L. I. (Orgs.). Formação de professores: pesquisas com ênfase na escola do campo (pp. 31-43). Curitiba-PR, CRV.

Publicado
2018-09-12
Como Citar
Lopes, W., & Silva, E. (2018). Base de profissionalidade do trabalho docente na Educação do Campo. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 3(3), 810-833. https://doi.org/10.20873/uft.2525-4863.2018v3n3p810
Seção
Artigos / Articles / Artículos