Jovens rurais do Ensino Médio: experiências escolares e expectativas juvenis

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou analisar o processo de escolarização de jovens do 1º ano do Ensino Médio de uma escola pública rural. Procuramos destacar os fatos mais significativos da experiência escolar trazidos pelos alunos e suas expectativas de futuro, com o objetivo de compreender os sentidos que eles atribuem às vivências em uma escola localizada na zona rural. Os procedimentos de pesquisa utilizados foram observações de estabelecimento, entrevistas individuais semiestruturadas, questionário e estudo documental. Os dados da pesquisa sugerem que os jovens são capazes de opinar acerca das aulas, dos conteúdos ministrados e da escola. A partir das entrevistas, percebemos que os sentidos atribuídos à escola no processo da escolarização são positivos, já que os jovens se sentem confiantes nessa instituição.

Palavras-chave: juventude rural, ensino médio, escolarização.

 

Rural young in High School: schooling experiences and youth expectations

ABSTRACT. This article presents the results of a research that sought to analyze the schooling process of young students in their first year of Higher Education from a rural school. We try to highlight the most significant facts of the school experiences brought by students and their expectations for the future with the aim of understanding the meaning they attribute to the experiences in a school located in countryside. The research procedures were establishment observations, individual semi-structured interviews, questionnaire and documentary study The survey data suggest that young people are able to express their opinions about classes, content and school. From the research data, we can say that young people are able to express their opinions about classes, content and school. From the interviews, we realized that the meanings attributed to the school in the schooling process are positive, since young people feel confident in this institution.

Keywords: rural youth, high school, schooling.

 

Jóvenes rurales de la Escuela Secundaria: experiencias escolares y expectativas juveniles

RESUMEN. Este artículo presenta los resultados de una investigación que buscó analizar el proceso de escolarización de los jóvenes estudiantes del primer año de la secundaria de una escuela rural. Tratamos de resaltar los hechos más significativos de la experiencia escolar aportados por los estudiantes así como sus expectativas para el futuro, a fin de comprender los significados que atribuyen a las experiencias en una escuela secundaria ubicada en zona rural. Los procedimientos de investigación utilizados fueron: observaciones del establecimiento, entrevistas individuales semiestructuradas, cuestionarios y análisis de documentos escolares. Con los datos de la investigación, podemos decir que los jóvenes son capaces de expresar sus opiniones sobre las clases, el contenido y la escuela. A partir de la entrevista echa a los jóvenes, nos dimos cuenta de que los significados atribuidos a la escuela en el proceso escolar son positivos, ya que ellos se sienten confiados en esta institución.

Palabras clave: juventud rural, escuela secundaria, escolaridad.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla de Freitas Alves Pinto, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Professora Substituta do Departamento de Economia Doméstica na Universidade Federal de Viçosa DED/UFV. Atuou na Secretaria Municipal de Educação do município de Viçosa, Minas Gerais, como Chefe do Departamento de Educação Infantil. Mestre em Educação pela UFSJ, especialização em psicopedagogia clínica e institucional, graduada em Educação Infantil pela UFV.

Ruth Bernardes de Sant'ana, Universidade Federal de São João del Rei - UFSJ

Professora aposentada da UFSJ, Membro da Comissão Editorial da Revista PESQUISAS E PRÁTICAS PSICOSSOCIAIS (PPP)  e do LAPIP (Laboratório de Pesquisa e Intervenção Psicossocial da UFSJ). Doutorado em Psicologia Social pela PUC-SP,  e Pós-doutorado no Instituto de estudos da Criança (IEC) da Universidade do Minho, em Portugal. 

Referências

Breitenbach, R., & Corazza, G. (2019). Formação profissional e a relação com a sucessão geracional entre jovens rurais, Brasil. Revista Latinoamericana de Ciencias Sociales, Niñez y Juventud, 7(2), 262-296. https://dx.doi.org/10.11600/1692715x.17212.

Carneiro, M. J. (1998). O ideal urbano: campo e cidade no imaginário de jovens rurais. In Silva, F. C. T. et al. (Orgs.). Mundo rural e política (pp. s./p.). Rio de Janeiro: Pronex/Ed. Campus.

Castro, E. G. (2005). Entre ficar e sair: uma etnografia da construção social da categoria jovem rural (Tese de Doutorado). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

Dayrell, J. (2007). A escola faz juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Revista Educação e Sociedade, 28(100), 105-1128. https://doi.org/10.1590/S0101-73302007000300022

Ferrão, J. (2000). Relações entre mundo rural e mundo urbano: evolução histórica, situação actual e pistas para o futuro. Eure, 27(78), 123-130. https://doi.org/10.4067/S0250-71612000007800006

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Krawczyk, N (2013). Jovens do ensino médio: projetos de vida e perspectiva de futuro. In Dayrell, J., Carrano, P., & Maia, C. L. (Orgs.). Juventude e ensino médio (pp. 78-100). Belo Horizonte: Editora UFMG.

Kuenzer, A. Z. (Org.) (2007). Ensino Médio: construindo uma proposta para os que vivem do trabalho (5a ed.). São Paulo: Cortez.

Leão G., Dayrell J., & Reis, J.B. (2011). Juventude, projetos de vida e ensino médio. Revista Educação e Sociedade, 32(117), 1067-1084 https://doi.org/10.1590/S0101-73302011000400010

Ministério da Educação (2013). Formação de professores do ensino médio, etapa I – caderno II: o jovem como sujeito do ensino médio. In Carrano, P., & Dayrell, J. (Orgs.). ____ (pp. s./p.). Curitiba: UFPR/Setor de Educação.

Matos, A. G. (2002). Desenvolvimento, autonomia e academia. In: Lima, D. M., & Wilkinson, J. (Org.). Inovação nas tradições da agricultura familiar (pp. 02-14). Brasília: CNPq/Paralelo 15.

Santos, G. D. (2017). Percepção dos jovens frente ao êxodo rural e as dinâmicas de mudança do campo (Trabalho de Conclusão de Curso). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Rio Grande do Sul.

Silva, V. (2015). Jovens de um rural brasileiro: Socialização, Educação e Assistência. Cadernos Cedes, 22(57), 97-115. https://doi.org/10.1590/S0101-32622002000200007

Silva, S. R., & Pereira, C. R. (2015). O consumo de smartphone entre jovens de camadas populares. Revista do Programa Avançado de Cultura Contemporânea, 1-6.

Publicado
2021-07-12
Como Citar
de Freitas Alves Pinto, K., & Bernardes de Sant’ana, R. (2021). Jovens rurais do Ensino Médio: experiências escolares e expectativas juvenis. Revista Brasileira De Educação Do Campo, 6, e11490. https://doi.org/10.20873/uft.rbec.e11490
Seção
Dossiê Temático: Educación en contextos rurales y la Psicología Rural