Os dirigentes desportivos em Portugal:

Estudo sobre a modalidade de hóquei em patins

Palavras-chave: Hóquei em Patins; Gestão de Recursos Humanos; Direção e Gestão Desportiva; Administração e Gestão do Esporte.

Resumo

A realização deste estudo tem como objetivo encontrar respostas sobre a formação académica dos dirigentes desportivos de Hóquei em Patins da primeira e segundas divisões, bem como outros dados interessantes que possamos recolher, afim de termos uma análise mais detalhada da classe. Esta questão é importante para que possamos perceber o estado atual da modalidade e, com isso, ser possível elaborar por parte das entidades competentes, um planeamento que permita melhoramentos a todos os níveis e resulte na evolução do Hóquei em Patins.

O método adotado para responder às questões da investigação consistiu num questionário online semiestruturado através da plataforma Google Forms®, dividido em cinco partes: dados do inquirido, a formação e experiência do mesmo, as dificuldades no desempenho da função, os objetivos do clube e importância da formação académica.

Como principais resultados, foi possível aferir que os dirigentes desportivos do Hóquei em Patins, carecem de formação académica, não tendo deste modo competências basilares e conhecimentos para o correto desempenho da sua função.

Foram encontradas diversas dificuldades, nomeadamente de ordem financeira, o que limita em parte o trabalho dos dirigentes desportivos, que na grande maioria dos casos não são profissionais.

Como principal conclusão da investigação, destaca-se que os dirigentes desportivos consideram a formação académica como algo importante para o desempenho da sua função, no entanto, não consideram importante o suficiente para que os force a procurar atualizarem-se em relação a determinadas matérias importantes para a gestão desportiva.

Biografia do Autor

Mario Rui Coelho Teixeira, Prof. Doutor, Universidade de Évora

Professor e Investigador.

Diretor do Mestrado em Direção e Gestão Desportiva da Universidade de Évora – Portugal.

 

Referências

Hoye, R., Smith, A., Nicholson, M., Stewart, B. (2018). Sport Management – Principles and Applications. Fifth Edition. Routledge. New York

Correia, A. (2000). Estratégias das Federações Desportivas - Estudo das principais federações portuguesas do ciclo olímpico de 1993 a 1996. Lisboa, Edição Centro de Estudos e Formação Desportiva.

Bento, J. (1998): Desporto e Humanismo - o campo do possível. Ed. Uerj, Rio de Janeiro.

Fahlén, J., Stenling, S. (2018). (Re)conceptualizing institutional change in sport management contexts: the unintended consequences of sport organizations’ everyday organizational life, European Sport Management Quarterly, ISSN: 1618-4742.

Gallén, C. (1991). Evolución histórica del Hockey sobre Patines. Apunts: Educació Física i Esports, 23, pp. 77-85.

Gayo, A. (1992). El componente táctico-estratégico en Hockey sobre Patines - Aproximación conceptual. Cadernos técnico-pedagógicos do INEF – Galicia, La Coruña.

Publicado
2019-10-03
Como Citar
Teixeira, M. R. C., Leão, R. R. S., & Almeida, N. M. C. (2019). Os dirigentes desportivos em Portugal:. Arquivos Brasileiros De Educação Física, 2(1), 40 - 49. https://doi.org/10.20873/abef.2595-0096.v2n1p40.2019