DESPORTO MILITAR EM PORTUGAL: Contributos para uma nova visão estratégica a partir da perceção dos atletas

  • Diogo Gonçalo
  • José Manuel Leal Saragoça
  • Jordi Seguí Urbaneja
  • Mário Rui Coelho Teixeira
Palavras-chave: esportes, militares, atletas

Resumo

Resumo: O presente documento procura abordar o Desporto Militar em Portugal e dar a esta estrutura, às Forças Armadas e Forças de Segurança um conteúdo relevante e informativo acerca da prática desportiva de alguns dos seus subordinados. O Desporto Militar é o conjunto das várias atividades desportivas praticadas essencialmente pelas Forças Armadas (Exército, Força Aérea e Marinha) e as Forças de Segurança (Guarda Nacional Republicana e Polícia de Segurança Pública). Esta estrutura desportiva embora salvaguarde as atividades desportivas específicas do meio, procura também dinamizá-las e articulá-las com o sistema desportivo da sociedade, englobando outras atividades desportivas ditas civis. Objetivo: Este estudo procura identificar a situação atual do Desporto Militar, saber a opinião dos seus atletas em relação à sua prática desportiva e ainda, fazer uma análise global do subsistema Desporto Militar. Métodos: Para este estudo foi feita uma pesquisa documental e transversal, foram utilizados métodos de natureza qualitativa e quantitativa e foi feita uma análise de dados com vista na criação de estratégias futuras que contribuam para o conhecimento e desenvolvimento do Desporto Militar a nível nacional. Para a recolha de dados foram criados contatos com os demais responsáveis pelo Desporto Militar em Portugal e foi realizado e divulgado um inquérito por questionário, o qual foi aplicado presencialmente e online. Resultados: O número de praticantes de desporto militar em Portugal, tem diminuído ano após ano, em algumas das instituições referentes no estudo. Os militares atletas que foram inquiridos não demonstraram estar muito satisfeitos com o subsistema desporto militar, nomeadamente pelas condições que lhes são oferecidas e pelas inúmeras dificuldades na prática desportiva. Estima-se que o desporto militar possa contribuir para o desenvolvimento do desporto e da sociedade nacional, através da promoção dos atletas militares e das demais estruturas. Conclusão: Devem ser criadas oportunidades para uma maior abertura aos demais interessados do desporto militar de forma a otimizar e rentabilizar todas as suas potencialidades. Existe claramente a necessidade de melhorar a estratégia de divulgação do desporto militar para assim adequar a oferta desportiva neste meio.

Referências

Decreto Regulamentar n.° 31/97 de 6 de setembro. Comissão de Educação Física e Desporto Militar. Disponível em: https://dre.pt/application/conteudo/642909
Frazão, P. (2015). DESPORTO MILITAR EM PORTUGAL: Contributos para uma nova visão estratégica. Mestrado em Direção e Gestão Desportiva, Universidade de Évora, Portugal.
Lei Orgânica n.º 2/2009 de 22 de julho. Regulamento de Disciplina Militar. Disponível em: http://www.emgfa.pt/documentos/mv7njr0kypt8.pdf
Pedro, J. (2004). Gestão da Educação Física Militar: Sua Importância para o Militar do Exército. Trabalho Individual de Longa Duração do IAEM 2002-2004. Lisboa: IAEM
Regulamento das Competições Desportivas Militares Nacionais. Portaria n.° 260/98 (2.ª série), de 17 de Fevereiro de 1998, dos Ministérios da Defesa Nacional e da Administração Interna, publicada no DR, 2.ª série, n.º 53, de 04.03.98. Disponível em: http://www.idesporto.pt/ficheiros/file/Portaria_260_1998.pdf
Publicado
2020-04-09
Como Citar
Marques Gonçalo, G. A., Leal Saragoça, J. M., Urbaneja, J. S., & Teixeira, M. R. C. (2020). DESPORTO MILITAR EM PORTUGAL: Contributos para uma nova visão estratégica a partir da perceção dos atletas. Arquivos Brasileiros De Educação Física, 2(2), 43 - 54. https://doi.org/10.20873/abef.2595-0096.v2n2p43.2019

Artigos mais lidos do(s) mesmo(s) autor(es)