SENTIDOS SUBJETIVOS SOBRE SEXUALIDADE MOBILIZADOS E CONSTRUÍDOS POR ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO EM SALA DE AULA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20873/riecim.v2i2.14815

Palavras-chave:

Educação em Sexualidade, Abordagem Emancipatória, Teoria da Subjetividade, González Rey

Resumo

A sexualidade é um fenômeno essencialmente humano, complexo e subjetivo, desenvolvido nas relações interpessoais do cotidiano. O objetivo da pesquisa foi compreender aspectos de como estudantes de uma escola pública, subjetivam questões relacionadas à sexualidade, em práticas dialógico-problematizadoras. As informações foram produzidas por meio de conversações, complemento de frases e outros e a análise dos dados foi realizada com base na Epistemologia Qualitativa proposta por González Rey. Para vários/as participantes da pesquisa, a sexualidade era sinônimo de órgãos genitais e/ou relação sexual. Com o trabalho pedagógico os/as participantes da pesquisa passaram a compreender a sexualidade como afeto, prazer e bem-estar de um abraço ou estar com os/as amigos/as, além de outros modos de expressão e vivência da sexualidade.

Referências

BONFIM, Cláudia. Desnudando a educação sexual. Campinas, SP: Papirus, 2012.

FIGUEIRÓ, Mary Neide Damico. Educação Sexual: como ensinar no espaço escolar. In: FIGUEIRÓ, Mary Neide Damico. (Org.). Educação sexual: múltiplos temas, compromisso comum. Londrina: UEL, 2009, p. 141-171.

FIGUEIRÓ, Mary Neide Damico. Educação Sexual: retomando uma proposta, um desafio.3. ed. Londrina, PR: EDUEL, 2010.

FIGUEIRÓ, Mary Neide Damico. Formação de educadores sexuais: adiar não é mais preciso. 2. ed. Londrina, PR: EDUEL, 2014.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade I: A vontade de saber. 3. ed. Tradução de Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A. Guilhon Albuquerque. São Paulo: Paz e Terra, 2015.

FURLANI, Gimena. Educação sexual na sala de aula: relações de gênero, orientação sexual e igualdade étnico-racial numa proposta de respeito às diferenças. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

GONZALEZ REY, Fernando. A configura subjetiva dos processos psíquicos: avançando na compreensão da aprendizagem como produção subjetiva. In: MITJÁNS MARTÍNEZ, Albertina; SCOZ, Beatriz Judith Lima; CASTANHO, Marisa Irene Siqueira (Org.). Ensino e aprendizagem: a subjetividade em foco. Brasília: Liber Livros, 2012, p. 21-42.

GONZALEZ REY, Fernando. As configurações subjetivas do câncer: um estudo de casos em uma Perspectiva Construtivo-Interpretativa. Psicologia, Ciência e Profissão, v. 30, n. 2, 2010, p. 328-345.

GONZALEZ REY, Fernando. O sujeito que aprende: desafios do desenvolvimento do tema da aprendizagem na psicologia e na prática pedagógica. In: TACCA, Maria Carmen Villela Rosa (Org.) Aprendizagem e trabalho pedagógico. Campinas, SP: Alínea, 2008. p. 29-44.

GONZALEZ REY, Fernando. Pesquisa Qualitativa e Subjetividade: os processos de construção da informação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. 2005.

GONZALEZ REY, Fernando. Sujeito e subjetividade: uma aproximação histórico-cultural. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. 2003.

KAHHALE, Edna Maria Peters. Subsídios para reflexão sobre sexualidade na adolescência. In: BOCK, Ana Maria Bahia; GONÇALVES, Maria das Graças M.; FURTADO, Odair (Org.). Psicologia sócio-histórica: uma perspectiva crítica em psicologia. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2015, p. 221-238.

LOCKS, Geraldo Augusto; YARED, Yalin Brizola. Educação sexual e a práxis do professor de Ciências e Biologia. In: MELO, Sônia Maria Martins de.; BRUNS, Maria Alves de Toledo. Educação, sexualidade e saúde: diálogos necessários (Org.). 1. ed. Curitiba, PR: CRV, 2013, p. 45-67.

MAIA, Ana Cláudia Bortolozzi. Orientação sexual na escola. In: RIBEIRO, Paulo Rennes Marçal (Org.). Sexualidade e educação: aproximações necessárias. São Paulo: Arte & Ciência, 2004. p. 153-179.

MEIRA, Renan Devitto; SANTANA, Luciana Teófilo. Sexualidade na perspectiva histórico-cultural: primeiras aproximações. Trilhas Pedagógicas, v. 4, n. 4, p. 160-181, ago. 2014.

MELO, Sonia Maria Melo; CARVALHO, Gabriela Dutra de; MENDES, Patrícia de Oliveira Silva Pereira; POCOVI, Rosi Maria de Souza; SANTOS, Vera Marcia Marques. Educação e sexualidade: caderno pedagógico. 2.ed. rev. Florianópolis: UDESC/CEAD/UAB, 2011.

MITJÁNS MARTÍNEZ, Albertina. A Teoria da Subjetividade de González Rey: uma expressão do paradigma da complexidade na Psicologia. In: GONZÁLEZ REY, Fernando (Org.). Subjetividade, complexidade e pesquisa em psicologia. São Paulo: Pioneira Thomson Learning. 2005, p. 1-25.

MITJÁNS MARTÍNEZ, Albertina; GONZÁLEZ REY, Fernando. Psicologia, educação e aprendizagem escolar: avançando na contribuição da leitura cultural-histórica. São Paulo: Cortez, 2017.

MONTEOLIVA, José Maria. O dilema da sexualidade. 4. ed. São Paulo: Loyola, 2002.

NUNES, César Aparecido. Desvendando a sexualidade. 7ª ed. Campinas, SP: Papirus, 2005

NUNES, César Aparecido; SILVA, Edna. A educação sexual da criança: subsídios teóricos e propostas práticas para uma abordagem da sexualidade para além da transversalidade. Campinas, SP: Autores Associados. 2006.

ROSSATO, Maristela. O movimento da subjetividade no processo de superação das dificuldades de aprendizagem escolar. Tese. Doutorado em Educação. Faculdade de Educação. Universidade de Brasília. Brasília, 2009.

ROSSATO, Maristela; MARTINS, Luiz Roberto Rodrigues; MITJÁNS MARTÍNEZ, Albertina. A construção do cenário social da pesquisa no contexto da Epistemologia Qualitativa. In: MITJÁNS MARTÍNEZ, Albertina; NEUBERN, Maurício; MORI, Valeria D. (Org.). Subjetividade contemporânea: discussões epistemológicas e metodológicas. Campinas, SP: Alínea, 2014, p. 35-60.

TACCA, Maria Carmem Villela Rosa. Estratégias pedagógicas: conceituação e desdobramentos com o foco nas relações professor-aluno. In: TACCA, Maria Carmem Villela Rosa (Org.). Aprendizagem e trabalho pedagógico. Campinas/SP: Alínea, 2008. p. 45-68

TUCKMANTEL, Maísa Maganha. A sexualidade vai à escola: da informação biológico-reprodutiva à formação do sujeito ético. Trilhas Pedagógicas, v. 1, n. 1, p. 38-64, ago. 2011.

Downloads

Publicado

2022-12-30

Como Citar

MIRANDA, P. SENTIDOS SUBJETIVOS SOBRE SEXUALIDADE MOBILIZADOS E CONSTRUÍDOS POR ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO EM SALA DE AULA. Revista Interdisciplinar em Ensino de Ciências e Matemática, [S. l.], v. 2, n. 2, p. 308–320, 2022. DOI: 10.20873/riecim.v2i2.14815. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/RIEcim/article/view/14815. Acesso em: 22 set. 2023.